Jogos da semana: piratas, cowboys e pássaros

DOKDO
Desenvolvedor: Zzoo
A premissa do jogo é simples: você é um pirata, é sua missão é fazer coisas de pirata, como buscar ilhas e tesouros, destruir inimigos, e reparar e melhorar seu navio. De certa forma, DOKDO acaba sendo a mistura entre um RPG mundo aberto (exploração) e um jogo de estratégia em tempo real (batalha). Diferente, por exemplo, de um Age of Empires, neste game os recursos não podem ser extraídos (ex: minerar ouro). Send oassim, a riqueza só pode ser obtida de duas maneiras: através de roubo, destruindo os navios inimigos, ou comércio (que pode ser realizado nas ilhas). Ou seja, até a mecânica de jogo principal é bem à moda dos piratas.

As ilhas espalhadas pelos 2 “mundos” do jogo são construídas em formatos inusitados, como tabuleiros de xadrez ou xícaras, e uma das minhas maiores motivações para continuar a explorar o mapa era descobrir qual a próxima bizarrice que me esperava. Contudo, não espere surpresas para sempre. Depois que seu navio estiver bem equipado, as batalhas se tornam repetitivas e a coleta de recursos simplesmente sem propósito. De qualquer forma, isso demora bastante pra acontecer, e esse continua sendo um game que vale a pena conferir.

Mad Bullets
Desenvolvedor: isTom Games

Mad Bullets traz para o mobile um gênero que já foi muito famoso no tempo dos arcades: o rail shooter. Nesse tipo de jogo, o controle do jogador limita-se a mover a mira de uma arma e atirar em inimigos na tela, embora o movimento do personagem pelo cenário não possa ser diretamente controlado (isso me lembrou muito Hitman Sniper). Para quem está acostumado com first-person shooters, essa abordagem pode parecer um pouco entediante, mas a variedade de desafios e a boa trilha sonora do game fazem Mad Bullets ser ao mesmo tempo desafiador e divertido.

Existem vários modos de jogo, como o “Arcade”, onde o objetivo é conseguir tantos pontos quanto possível dentro de um tempo estipulado, ou o “Classic”, onde a quantidade e ferocidade dos ataques adversários aumenta com o passar do tempo. O maior desafio sempre é equilibrar o número de balas no tambor com a quantidade de inimigos que você tem que derrubar. Atirar em objetos no cenários também vale pontos, mas se você não souber maneirar pode acabar ficando sem balas em algum momento crucial. E qual é o ponto ruim de Mad Bullets? O fato de que ele te limita a apenas algumas rodadas de jogo em sequência (a menos que você pague, é claro).

Angry Birds Epic
Desenvolvedor: Rovio
Angry Birds Epic é um RPG completo, estrelando os simpáticos personagens da famosa franquia da Rovio. O jogo tem sistema de batalhas, coleta e criação de itens, criação de poções e até um pouco de exploração (apesar de você não poder mover os personagens livremente, apenas ir para pontos designados). Eu não joguei esse game tanto quanto gostaria, e por um motivo simples: é quase impossível progredir nas missões sem comprar a moeda do jogo e investir em melhorias em suas armas, armaduras e poções (o famoso “pay-to-win”). Para quem quer aproveitar somente a experiência “free”, resta somente 1 opção: jogar novamente os níveis iniciais para “farmar” itens.

Baixe e experimente!

Fontes das imagens

  • Página dos jogos na Google Play