Bluend – Nossos favoritos de 2018

Resolvi fazer uma pequena compilação dos meus filmes, séries, jogos e livros preferidos de 2018 para compartilhar com vocês. Vou listar aqui 3 obras em cada categoria, embora a ordem de listagem não necessariamente reflita a qualidade de cada uma. Nem tudo que consta nessa lista foi lançado este ano, pois aqui estou considerando as coisas que eu descobri e consumi em 2018, independente da data original de lançamento. Desejo a todos um feliz Natal e espero que gostem! – Gabriel C. Ullmann

– Filmes:

  • Bohemian Rhapsody: o filme conta a história de Freddie Mercury e dos membros da banda Queen em sua jornada de sucesso. Apesar de não ser 100% fiel à realidade, a mudança da cronologia de alguns eventos reais não afetou o enredo, que focou em mostrar Mercury como um ser humano, com seus talentos e falhas. Destaque para as roupas, ambientes e shows da época, que foram replicados com um grau de precisão incrível.
  • Three Billboards Outside Ebbing, Missouri: o filme, que foi lançado no Brasil com o título “Três Anúncios para um Crime”, conta a história de uma mãe que procura justiça para sua filha, que foi violentada. Apesar de o enredo ser dramático, conta também com alguns toques de humor ácido, e uma reflexão filosófica sobre bem/mal que deixa qualquer um pensando na vida enquanto rolam os créditos.
  • Black Panther: inovador por ter como protagonista um herói da Marvel pouco conhecido pelo grande público, ter como cenário um país africano e discutir questões como a exploração dos países subdesenvolvidos pelos mais desenvolvidos, um dos motivos que leva Wakanda a se esconder do mundo.

– Séries:

  • Altered Carbon (1ª Temp.): retratando um universo cyberpunk complexo e repleto de possibilidades, a série discute temas como origem da vida, clonagem, desigualdade social, inteligência artificial, livre-arbítrio, entre muitos outros. Porém, Altered Carbon passa longe de ter um enredo “reflexivo”, contando com muitas cenas de ação e um clima de suspense que permanece do início ao fim.
  • Daredevil (1ª Temp.): a aclamada série do Diabo de Hell’s Kitchen cumpre o que promete, trazendo o feeling dos quadrinhos com uma Nova York dominada pelo crime e desigualdade. O enredo traz várias reflexões sobre preconceito, e o próprio dilema do herói: até onde vai o heroísmo antes que se torne “vilanismo”?
  • The Alienist (1ª Temp.): na Nova York do século XIX, o Dr. Laszlo Kreizler, que estuda a recém criada ciência da psicologia, trabalha para capturar um assassino em série. Kreizler tenta desvendar quais serão as próximas ações do criminoso através da análise de seus atos e forma de pensar. A série dá ênfase no suspense e no processo investigativo, e reflete sobre temas como desigualdade social e saúde mental.

– Games:

  • Tomb Raider 2: um game dos anos 90, mas que foi um sucesso estrondoso que ecoa até hoje. Suas mecânicas de jogo e estilo artístico ainda influenciam os atuais jogos da franquia. Apesar de não ter um enredo claramente definido, TR2 oferece um desafio tanto para os dedos (no controle) quanto para o cérebro, desafiando o jogador com todo o tipo de enigmas e com um cenário onde, mais do que navegar, é preciso pensar para onde (e como) se irá navegar.
  • Splinter Cell: Blacklist: com um enredo repleto de suspense e que te mantem grudado na cadeira até o último momento da  campanha, Blacklist cumpre o que promete, oferecendo uma experiência de jogo de espionagem que muito lembra os filmes do gênero. Além da ação, o game busca também direcionar o jogador para um foco estratégico. É preciso escolher bem sua abordagem e equipamento para cada parte do jogo, pois muitas vezes atacar em silêncio é o melhor plano.
  • Hitman Sniper: trazendo uma abordagem inovadora na franquia Hitman, o game foca na habilidade de observação por parte do jogador e no uso do rifle de sniper, adaptando a experiência para o mobile. O objetivo é eliminar os alvos de forma rápida e criativa, cumprindo objetivos que são dados pelo jogo e que, caso consiga cumprí-los, te ajudam a evoluir armas e habilidades.

– Livros:

  • O Senhor dos Anéis: A Sociedade do Anel: Apesar de ser excessivamente descritivos em alguns momentos e oferecer uma experiência bem mais maçante do que o filme, o livro é sensacional e deixa o leitor imerso de forma empolgante no universo da Terra Média. Depois de ler, fiquei com vontade de assistir todos os filmes novamente.
  • Aprendiz de Morte: parte da aclamada série Discworld, por Terry Pratchett, este livro conta de forma sempre bem humorada a história de Mort, um menino sem muitas perspectivas que acaba virando aprendiz de Morte, a entidade responsável por conduzir as almas daqueles que morreram. A obra é sensacional e segue o estilo marcante do autor, com muito humor, reflexões e uma boa dose de nonsense.
  • How Google Works: escrito por Eric Schmidt, que trabalhou junto a Sergey Brin e Larry Page (fundadores do Google), o livro relata as experiências no dia a dia do Google, e que tipo de abordagens eles utilizavam nos seus projetos, seja para desenvolver tecnologia de ponta, seja para administrar pessoas e grupos. Um registro histórico único e uma leitura imprescindível para quem trabalha (ou pretende trabalhar) na área de tecnologia.

 

– Fontes: